Escola Livre de Teatro de Santo André reabre inscrições para os Núcleos de Pesquisa

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Da Redação

Quem não conseguiu se inscrever no primeiro processo seletivo para os Núcleos de Pesquisa da Escola Livre de Teatro (ELT) , entre 11 de novembro e 17 de dezembro de 2021, tem mais uma oportunidade. Os interessados em participar têm agora até o dia 25 de janeiro para se inscrever no novo processo seletivo da ELT para as turmas de 2022. Os selecionados para a segunda etapa do processo iniciado no ano passado, cujos nomes já foram publicados, não precisam se inscrever novamente.

Há vagas disponíveis para os dez Núcleos de Pesquisa da ELT (musicalização - tambores como forma de expressão; iniciação ao teatro e indumentárias; sonoridades; corpos livres; dramaturgia; mulheres e movimento - teatro e sociedade; máscaras - seres inadaptados, sua histórias e potências; direção teatral - orientação de processos criativos; circo e teatro físico e teatro de rua - o mundo como cena.

Cada Núcleo será orientado por uma mestra ou mestre da Escola, com encontros uma vez por semana, presenciais e de quatro horas, durante um ano. Para participar, é preciso ter 18 anos completados até a data prevista para o início das aulas, dia 14 de fevereiro, com exceção do Núcleo de Iniciação ao Teatro e Indumentárias, que pede idade mínima de 16 anos.

O texto original da convocatória, do qual consta a data do primeiro período de inscrições, está disponível no link https://bit.ly/ConvocatoriaELTNucleos2022. As informações sobre procedimentos para a inscrição, critérios e detalhes sobre os Núcleos permanecem as mesmas. As inscrições devem ser realizadas por meio do link https://bit.ly/NucleosELT2022

A Escola Livre de Teatro, equipamento da Secretaria de Cultura de Santo André, é um centro de formação, pesquisa e experimentação das linguagens teatrais de acesso público e gratuito. Criada em 1990, sua pedagogia é baseada em processos de pesquisa em que se propõe um caminho de construção da liberdade artística através de vivências teatrais que buscam relações de aprendizado horizontais, focadas em trajetórias artísticas comprometidas com o pensamento e a prática coletivos.

Fez parte da formação de muitos grupos de teatro de pesquisa e artistas do palco da cidade de Santo André e do estado de São Paulo. Tem como fundamento pedagógico, desde 2019, ações afirmativas no seu currículo e na seleção com 50% das vagas para pessoas pretas, pardas, indígenas e trans, e 25% das vagas são exclusivas para moradores de Santo André. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2022. Todos os direitos reservados