Como acertar na hora de comprar alimentos saudáveis

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanessa Soares

A preocupação com uma alimentação saudável está cada vez mais presente no cotidiano dos brasileiros. A rotina de verificar o que está sendo consumido diariamente é muito benéfica para a saúde, mas nem sempre efetiva, uma vez que muitas pessoas ainda checam o rótulo sem saber o que cada informação presente nele realmente significa. 
 
Segundo um levantamento do Ministério da Saúde de 2013, no Brasil 48,1%  da população apresenta sobrepeso e 15% sofre com a obesidade. Diante desses números, nada melhor que saber  interpretar corretamente os dados dos rótulos de alimentos industrializados para manter uma alimentação equilibrada.  
 
Aprenda a identificar o que realmente é saudável.
 
Lista de ingredientes
A lista de ingredientes é feita em ordem decrescente, ou seja, o primeiro ingrediente da lista é o que aparece em maior quantidade no produto e assim por diante.
 
Diet  x  Light
Muitas pessoas ainda não sabem qual a diferença entre os produtos diet e light. As duas coisas são bem diferentes: enquanto o alimento diet possui a restrição absoluta de algum ingrediente – a maioria deles não contém açúcar e é voltada a portadores de diabetes –, o light deve apresentar redução de pelo menos 25% de algum ingrediente em relação à versão tradicional – por exemplo a gordura ou açúcar. 
 
A moda dos integrais
Os alimentos integrais são aqueles que não passaram por processo de refinamento e contêm grãos e cereais. Atualmente não existe nenhuma legislação ou regulamentação que indique a quantidade mínima de grãos para um produto ser considerado integral. Exatamente por isso, vale a atenção: nas prateleiras encontramos muitos produtos que alegam ser integrais, mas contam com uma quantidade muito pequena de grãos ou possuem apenas farinha integral. Na hora desta compra, a dica da lista de ingredientes é fundamental: é sempre bom conferir em que posição da lista a farinha integral ou os cereais aparecem.
 
Os orgânicos

Todo mundo sabe que quanto menos produtos industrializados consumirmos, melhor para a saúde. O que nem todo mundo tem certeza é qual a diferença entre os orgânicos e os naturais. Os alimentos orgânicos são produzidos sem agrotóxicos, transportados e armazenados de forma diferenciada – eles contam com selos de certificação nos rótulos. Os alimentos naturais ainda não possuem regras da ANVISA para regulamentá-los, mas vale lembrar que os alimentos frescos são sempre mais saudáveis que os industrializados. 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados