Algas e seus benefícios

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Vanda Moura

Muito difundidas na culinária oriental, mas ainda com muita dificuldade de aceitação no cardápio do brasileiro, as algas marinhas têm se tornado as queridinhas das dietas.

Auxiliam na perda de peso, no bom funcionamento da tireoide, na manutenção dos músculos, além de diminuir processos inflamatórios que impedem as células de absorver corretamente a glicose, o que favorece o ganho de peso. Suas proteínas, mais a gordura Ômega 3, são excelentes para a saúde. Contêm uma fibra natural, o alginato, que ajuda na absorção de gordura, diminui os níveis de colesterol e proporciona sensação de saciedade. Também aumentam a taxa metabólica basal por conter iodo, um mineral que atua na glândula tireoide acelerando o metabolismo, e contribui ‘ligeiramente’ para a redução de gordura corporal.

Algumas pesquisas atuais associam o uso das algas marinhas ao bom funcionamento do sistema nervoso, graças às vitaminas do complexo B. Na estética, em virtude do alto teor proteico, tem sido associada a vitaminas, cremes e xampus com a promessa de melhorar a pele, cabelo e unhas. Ainda inconclusivas são as pesquisas que associam o uso das algas à inibição de tumores.

As principais algas que podem ser utilizadas no dia a dia são:

 - Kombu (Laminaria Sp.): Alga rica em carboidratos, proteínas, betacaroteno e vitamina B, cálcio, fósforo, sódio. É a mais rica em iodo.

- Wakame (Undaria pinnatifida): Alga oriental com bastante conteúdo de proteínas e vitaminas do complexo B, sódio, cálcio, fósforo e ferro. Recomenda-se como condimento para pessoas que não podem consumir sal. Encontra-se em pó (torrada), moída ou inteira. É a alga mais rica em vitamina B12, muito indicada na dieta dos vegetarianos.

 - Spirulina: Auxilia na perda de peso porque é rica em fibras, que promovem saciedade, reduz o apetite e melhora o funcionamento intestinal.

 - Nori: excelente fonte de iodo. São muito ricas em carotenos e apresentam elevado conteúdo proteico. Possuem elevado teor de fibras, aumentando, assim, o volume das refeições.

 - Fucus ou Bladderwrack: Tem grande poder de absorção de gordura e efeito laxativo. Muito associada a medicamentos para controle de peso.

Incluir algas na alimentação é uma alternativa saudável, considerando que são alimentos naturais com grande valor nutricional e baixo valor calórico. Podem ser usadas como acompanhamento dos pratos habituais, em saladas, sopas, preparo de peixes, petiscos e como ingredientes culinários no preparo de verduras, legumes, caldos e na comida japonesa. Para saciar, recomenda-se ingeri-las 30 minutos antes das refeições com água.

Apesar de tantos benefícios, todo excesso pode ser prejudicial, já que contêm naturalmente alto teor de sódio, podendo ser contraindicada a indivíduos hipertensos. Quem faz uso de medicamentos para controle de tireoide deve conversar com o médico sobre a indicação.

 




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2018. Todos os direitos reservados