Rafael Alvarez

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Juliana Bontorim

A idade é um dos atributos que forjam nosso know-how e, com certeza, nos auxilia a somar conteúdo para a excelência. Mas há uma grande vantagem na juventude: a vontade de explorar caminhos que possam ser saboreados de forma intensa. Nesta visão, eu começo a falar sobre o comandante do Restaurante Cena, de São Bernardo, o chef Rafael Alvarez, que no auge dos seus 26 anos, nascido na cidade de Santo André, contempla um cardápio vasto de qualidade e elegância. Rafa, como é chamado, teve como primeira formação a faculdade de Publicidade. Mas a percepção e paixão pela cozinha ganharam força. Alvarez resolveu estudar Gastronomia na Universidade Anhembi Morumbi e, ao fim da faculdade, teve oportunidade de ir à Europa e pelas terras inebriantes do continente começou a colocar o conhecimento em prática, atuando no espaço gastronômico de Sergi Arola, estrelado pela premiação Michelin, e também trabalhou no Ritz Carlton Penha Longa, em Sintra, Portugal. A determinação o acompanhou na volta ao Brasil e na bagagem o sonho de conduzir o próprio caminho. Assumiu, portanto, o comando de antigo endereço da Rua Doutor Flaquer, 571, em São Bernardo, e assim surgia o Cena, com um nova cara que atribuía leveza e serenidade para atrair clientes para suas refeições diárias. “Até mesmo a música que toca é pensada para contribuir com todos os aspectos explorados em nosso reduto”, comenta o jovem empresário da região.

  Sobre a casa, o imaginário deve entrar em ação a começar pelo nome. A palavra remete a vários significados, como o ato de jantar, mas no idioma espanhol. Pode também pensar na movimentação do cinema, em take a take, criando uma verdadeira cena. Até porque cada parede pode realmente ser um cenário cinematográfico no Centro são-bernardense, que se sobressai pelo rústico em tijolos aparentes. Some-se a este panorama um grande espelho no meio do salão e iluminação minuciosa que desencadeia estímulo para almoço ou jantar. Atrativos ligados à alta gastronomia fazem da concepção elegante o atributo do termo em seu mais elevado serviço de apresentação, desde os utensílios levados à mesa até os ingredientes colocados na alquimia das panelas. Aliás, o conceito é bem conduzido na qualidade dos itens, no respeito às técnicas e, acima de tudo, na observação rigorosa de quem serve e prepara os alimentos.
 
EQUIPE FOCADA PARA O
CRESCIMENTO INTEGRAL
 
 “Claro que também dispomos do trivial para nossos clientes, mas gosto de sempre oferecer combinações que fogem um pouco do comum, mostrando que do ordinário ao exótico existe uma gama extremamente grande a ser explorada”. Esta frase de Rafa demonstra o quanto antenada precisa ser sua equipe. A formação do grupo é composta por vários elementos.             
 Desde garçons aos administradores, todos os elementos estão dispostos a fugir do óbvio e trazer o transcendente para o público. Nos últimos meses, por exemplo, a casa ganhou novo fôlego com a volta de Dani Moreno, que trabalha com primazia para manter o bom atendimento, além de agitar eventos sociais, como o beneficente Chic é Fazer o Bem. Jantares harmonizados estão na programação de entretenimento do ambiente. “A ideia desses eventos é transformar a casa em um centro de cultura também, integrando, promovendo e criando networking, trazendo uma experiência única e memorável”, comenta Dani, que já aproveita para convidar os leitores para o próximo wine dinner, que será na última semana deste mês. Além disso, agora integra também quadro de gestores da empresa Carlos Montanaro, que desempenha o primeiro contato com o público, além de administrar setores financeiros da unidade.
 
MUITO ALÉM DO FILÉ-MIGNON E VINHOS FRANCESES
 
De olho no futuro e nas tendências mundiais de qualidade de vida e food express, a área externa foi totalmente remodelada. A começar pelo teto, que conta com madeiras recicladas e design praiano. A medida foi tomada para a inauguração da Frutaria Cena, que oferecerá, das 8h às 17h30, serviço de café da manhã e deliciosos quitutes. A ideia é focada no público que busca refeição mais leve, artesanal e rápida, mas saudável.  
Claro que virará point para aquele encontro animado com os amigos. “O local ficou superaconchegante, é uma extensão do Cena, mesmo estilo de decoração e sonoridade. Além do nosso açaí, que escolhemos fornecedor diferenciado, acredito que os wafles de batata doce e mandioquinha, inspirados no Opy – casa de um grande amigo em São Paulo –, terão uma aceitação incrível.”
 
Carlos Montanaro, Dani Moreno, Rafa Alvarez
 
 
Prato: T Bone Black Angus (canjica cremosa chutney cena e farofa de farinha d'água
 



Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados