Chegue cedo e aproveite num todo o Thermas dos Laranjais

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Dérek Bittencourt <BR> Do Diário do Grande ABC

 Atrativo precursor do turismo de Olímpia, o Thermas dos Laranjais foi aberto em 1987 mas, nem por isso, está ultrapassado. Constantemente em busca de novas atrações, atrai cada vez mais turistas, que não se restringem apenas a São Paulo, mas também Brasil e América Latina. Desta maneira, é o terceiro parque aquático mais visitado do mundo – atrás apenas do Chimelong Water Park (em Guangzhou, na China) e o Typhoon Lagoon at Disney (Florida, Estados Unidos). Dados de 2018 apontam que o local recebeu o estrondoso número de 2 milhões de visitantes.

A temperatura média da maioria das piscinas e atrações é de 32ºC – uma ou outra traz água gelada, muitas vezes bem vinda –, o que permite desfrutar integralmente do parque.

A dica principal: chegue cedo. Ele opera das 8h às 19h e o ingresso custa até R$ 120 (inteira). Algumas atrações têm funcionamento reduzido (param na hora do almoço e encerram as atividades às 16h), como a montanha-russa. Alguns brinquedos em teste seguem este cronograma. A alimentação à venda não é cara, e investir na locação de um armário é boa alternativa. Há opções para toda a família, dos mais monótonos aos mais radicais.

ÔNUS E BÔNUS - Logo ao entrar no parque aquático, prática se repete: uma pessoa se aproxima para explicar o funcionamento do local, apontar onde ficam os armários ou os banheiros, falar sobre os horários das atrações. Mas tudo isso tem um motivo único: apresentar os planos de venda de cotas de apartamentos. Para quem tem o intuito de investir, vale a pena, mas é preciso dizer que vai custar um precioso tempo de diversão. Um vendedor é chamado e assume as ações, inicialmente mostrando o empreendimento hoteleiro, e depois trazendo uma enxurrada de tentadoras informações e números – que realmente enchem os olhos –, na tentativa de fechar negócio. Mas aí fica a critério do gosto e do bolso de cada um.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2019. Todos os direitos reservados