Olhos e ouvidos no Grammy

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Luís Felipe Soares

As músicas mais importantes e consagradas da temporada passada estão prontas para celebrar seu impacto no universo fonográfico. Entre hits políticos, composições emotivas e canções que explodiram na internet e nos serviços de streaming, apenas as melhores irão entrar para a história do Grammy Awards, considerado o maior prêmio do mercado musical do mundo. A disputa pelo lendário gramofone dourado deste ano chama a atenção do público e da crítica hoje à noite, quando irá ocorrer a cerimônia no Staples Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Com exclusividade, o canal pago TNT exibe a festa para o Brasil ao vivo, a partir das 23h, sendo que a duração geralmente é de duas horas de show.

Não falta diversidade na lista de participantes na 61ª edição, com representantes de estilos bem variados, do rock ao pop, do rap ao country. Os holofotes estarão apontados para Kendrick Lamar, maior indicado ao concorrer por oito categorias pelo trabalho realizado para a trilha sonora do filme Pantera Negra (2018), ao qual foi coordenador e se destacou por conta das faixas All The Stars (parceria com a cantora SZA) e King’s Dead (união com os também rappers Jay Rock e Future e o britânico James Blake).

Quem também merece atenção é Drake, com sete indicações, incluindo música do ano e gravação do ano pelo megahit God’s Plan – detalhe que a primeira observa a grandeza da composição e da letra, com a segunda levando em conta a produção em torno do lançamento do single. O canadense tem chamado a atenção dos brasileiros por ter sido escalado como uma das grandes atrações do festival Rock in Rio neste ano, em 27 de setembro, marcando sua primeira passagem pelo Brasil.

A mescla entre música e cinema do filme Nasce Uma Estrela garantiu espaço nobre no Grammy 2019. Composta por Lady Gaga e com participação do ator Bradley Cooper, a emocionante Shallow é forte concorrente como melhor performance de pop em grupo ou duo. A popstar também briga pelo troféu de melhor performance pop solo por Joanne (Where do You Think You’re Goin’). Ela será responsável por um dos shows ao vivo da noite, assim como Camila Cabello, Cardi B, Post Malone, Shawn Mendes e Dua Lipa.

Apesar do clima de festa, a cerimônia será apresentada envolta de certo clima de desconfiança e apreensão. No dia 29, uma suposta lista com os vencedores de todas as 84 categorias apareceu no Twitter e a Academia Nacional de Artes e Ciências de Gravação negou a veracidade do material. Alguns artistas não quiseram participar do evento, casos dos superindicados Kendrick Lamar e Drake e de Ariana Grande, que brigou com a produção e decidiu não subir ao palco.

A apresentação ficará a cargo da cantora Alicia Keys, vencedora de 15 gramofones desde seu debut musical, em 2002, e ela terá vista privilegiada de tudo o que acontecer.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2019. Todos os direitos reservados