Arte do ilustrador Fernandes é escolhida para mostra em Roma

Envie para um(a) amigo(a) Imprimir Comentar A- A A+

Compartilhe:

Marcela Munhoz

Charles Chaplin (1889 -1977) deu vida a um dos personagens mais emblemáticos do cinema mudo: Carlitos, The Tramp ou Charlot. É um ‘vagabundo’ de rua gentil, cavalheiro, ingênuo, mas absurdamente atrapalhado. Apareceu pela primeira vez no curta Kid Auto Races at Venice (1914) e, a partir daí, ator e papel não se desgrudaram mais. Para lembrar os 40 anos da morte de Chaplin (em 25 de dezembro) o Festival Internacional de Humor Gráfico escolheu o tema Sorria: 40 anos sem Charlot. Fazem parte da mostra – em cartaz na comuna Castel Gandolfo, província de Roma, de 15 a 17 de dezembro – 60 ilustrações, entre elas, uma assinada por Fernandes, ilustrador do Diário. “Quis mostrar o Chaplin mais velho e mais novo. O ator reverenciando o personagem”, conta o artista, que criou a obra para reportagem de Cultura&Lazer.




Diário do Grande ABC. Copyright © 1991- 2017. Todos os direitos reservados